quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Os deuses das direções


Paschima significa oeste, e uttana é o alongamento intenso.Os sábios indianos atribuíam direções ao corpo humano.No Upanishads são numerosas as referências. Uma delas: conta a história das cinco divindades que controlam as funções vitais e sua luta para determinar qual deles é essencial - conhecidas como prana, apana, Vyana, Udana e Samana que controlam a vida: a respiração, o vento,o tato,a digestão e excreção. Quando uma divindade como a visão do homem deixa o corpo, este continua vivendo e se adapta à nova situação como um cego. Isso acontece com cada uma das funções controladas pelos deuses que controlam o corpo, exceto Vayú, que esta história vai provar ser o estímulo essencial que pode desempenhar as suas tarefas e as das outras divindades e, portanto, é o deus que dá suporte à vida.
Guardiões das direções:
Leste Indra
Sudeste: Agni
Sul: Yama
Sudoeste: Nirriti
Oeste: Varuna
Noroeste: Vayú 
Norte: Kubera 
Nordeste: Ishan 

O topo da cabeça é o norte. A parte da frente do corpo, da testa até os dedões dos pés, é o leste. As solas dos pés são o sul e a parte de trás do corpo é o oeste.
No teu corpo repousa a montanha Meru,
Rodeada pelos sete continentes.
Há também riachos, 
Lagos, montanhas, planícies,
E os deuses das diversas regiões.
Lá existem profetas,
Monges e locais de peregrinação.
E acima dos deuses governantes
Há estrelas, planetas,
E o Sol junto com a Lua;
Lá também se encontram os dois poderes cósmicos,
Aquele que destrói e aquele que cria
E todos os elementos:o éter,
O ar e o fogo, a água e a terra.
Sim, todas essas coisas estão dentro do teu corpo;
Elas existem em três mundos,
E todas cumprem suas tarefas ordenadas
Ao redor da montanha de Meru.
Somente aquele que sabe tudo isso
Pode se tornar um verdadeiro iogue.

(Siva Samhita , versos 1-5)

Nenhum comentário:

Postar um comentário