quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Feijoada vegetariana magrinha

Receita Vegana
Ingredientes:
1 xícara de feijão-azuqui
3 xícaras de chá de água
½ xícara de chá de nabo cortado em cubos
1 cenoura média cortada em cubos
½ xícara de chá de alho-poró cortado em rodelas
1 colher de chá de alho socado
1 cebola média picada
2 colheres de sopa de óleo de girassol
1 colher de sobremesa de sal marinho
2 colheres de sopa de tomilho
Pimenta biquinho para enfeitar
2 colheres de sopa de tofu cortado em cubos para enfeitar

Modo de preparo:
Cozinhe o feijão-azuqui na água por 25 minutos. Acrescente o nabo, a cenoura e o alho-poró e deixar cozinhar por mais 10 minutos. Em outra panela, refogue o alho e a cebola no óleo, junte ao feijão-azuqui e cozinhe por 5 minutos ou até que os legumes estejam macios. Depois de cozida a feijoada, adicione o sal e o tomilho. Pra finalizar, decore com a pimenta biquinho e o tofu.

Benefícios e informação nutricional do Nabo

O Nabo ajuda a emagrecer
Os tubérculos são uma ótima opção para se incluir em uma dieta. Para se emagrecer com saúde, é preciso consumir alimentos que sejam, acima de tudo, nutritivos. Além disso, eles apresentam poucas calorias, o que também favorece a perda de peso, e têm boas quantidades de fibras, que ajudam a promover uma sensação de saciedade (fazendo você ingerir uma menor quantidade de comida). Essas fibras ainda promovem mais benefícios do nabo à saúde: elas ajudam a controlar o nível de glicemia, o que significa dizer que a ingestão do nabo evita que a glicose esteja em excesso no sangue (nessas condições, o corpo tende a transformar uma parte da mesma em gordura).
O Nabo ajuda a proteger o intestino
As fibras do tubérculo ainda contribuem para a manutenção da saúde intestinal. Elas estimulam a evacuação, prevenindo a prisão de ventre e ajudando a eliminar toxinas. As fibras também diminuem a ocorrência de crises de diverticulite, amenizando a pressão e a inflamação no cólon.
O Nabo ajuda a evitar o câncer
O nabo, assim como os outros vegetais da família Brassicaceae, apresentam glucosinolatos, compostos que são responsáveis pelo seu amargor. Em nosso organismo, os glucosinolatos são decompostos, originando isotiocianatos e indóis, moléculas que apresentam atividade anticancerígena: estudos feitos com ratos indicam que ambos ajudam a conter o desenvolvimento de tumores da mama, do pulmão, do estômago, do fígado, do cólon e da bexiga. Uma pesquisa publicada no “International Journal of Oncology” revelou que o brassinin, um tipo de composto indol do nabo, foi capaz de matar células, em uma dada fase do seu desenvolvimento, de câncer colorretal. Já o sulforafano, um isotiocianato encontrada nas Brássicas, tem ação contra o câncer de esôfago, pâncreas, próstata e o melanoma. Os benefícios do nabo contra o câncer também decorrem do fato dele ser fonte de vitamina C e manganês, nutrientes que ajudam a combater os radicais livres (agentes altamente reativos que podem provocar mutações no DNA que levam ao câncer).
O Nabo é bom para o sistema cardiovascular
O consumo dos tubérculos contribui para o controle de fatores de risco associados à ocorrência de doenças cardiovasculares. Eles contêm potássio que, além da sua ação vasodilatadora, ajuda a eliminar o sódio pela urina, um mineral que tem efeito hipertensivo. A vitamina C é um poderoso antioxidante e está presente em grandes quantidades no nabo. Ela ajuda a evitar a oxidação do colesterol LDL, reprimindo assim a Aterosclerose (processo inflamatório dos vasos, causados pelo acúmulo do mau colesterol). Suas vitaminas piridoxina e o ácido fólico ajudam a reciclar a homocisteína, um aminoácido que quando em excesso também agride os vasos sanguíneos, facilitando a deposição de gordura nas artérias.
O Nabo ajuda a proteger os olhos
Os benefícios do nabo para os olhos também podem ser propiciados pelo seu conteúdo de vitamina C. A catarata é uma doença oftalmológica relativamente comum em pessoas com idade mais avançadas. Diante desse fato, pesquisadores do Canadá resolveram avaliar o padrão de alimentação de idosos sadios e doentes, entre 60 e 70 anos de idade. Eles constataram que os indivíduos sadios faziam a ingestão de uma quantidade significativa das vitaminas C e E. Outro dado que sugere esse efeito protetor do ácido ascórbico é que a diminuição dos níveis da vitamina no cristalino humano é frequente em olhos afetados pela catara.
O Nabo é bom contra a Asma
Os tubérculos são um bom alimento para aqueles que sofrem de asma (e mais uma vez a vitamina C é quem promove esses benefícios do nabo). A vitamina parece ser um aliado contra esta doença por proteger o organismo dos efeitos nocivos da poluição, que incitam os sintomas da mesma.
O Nabo é bom para a pele e os cabelos
Há ainda benefícios do Nabo para a pele e os cabelos. A atividade antioxidante da vitamina C também ajuda a evitar o envelhecimento da pele (previne o surgimento de manchas e rugas). O cobre, por sua vez, é o nutriente do tubérculo que auxilia na manutenção da cor dos fios (o mineral é fundamental paro o processo de síntese do pigmento melanina).

Alimente-se bem e pratique Yoga.







Se isto agregou valor para você curta e compartilhe. Que todos cuidem dos demais!

Eu posso responder isto? - Swami Sivananda

117. Escrevo para informá-lo que, devido à prática excessiva de Nauli e Uddiyana Bandha e Pranayama, os intestinos e meu abdome estão doendo muito severamente. É difícil até me deitar de lado e a respiração ficou difícil. Apesar de tudo isso, estou regularmente realizando meus exercícios de Yoga e Kriyas. Por favor, escreva imediatamente se houver algum motivo para alarme. Sugira também alguma prescrição para me livrar dessa dor excessiva em ambos os lados dos pulmões.
Não há absolutamente nenhum motivo para alarme devido à dor que você experimenta agora. Desista de Nauli e Uddiyana por três ou quatro dias. Você pode praticar até mesmo Pranayama sem qualquer pausa, mas lembre-se de que o tipo de Bhastrika é abandonado durante esse período. Tenha um pouco de descanso. Não vá aos excessos. Tenha em mente o ditado, "Ati Sarvatra Varjayet". O excesso deve ser abandonado em qualquer assunto. Fique com a média de ouro.
Quanto ao tipo de Pranayama, Sukh Purvak fará o presente, ou seja, até que você se sinta melhor. Você ficará bem se der um pouco de descanso às vísceras abdominais.
Quando você considerar como tendo atingido a condição normal, faça todos os Bandhas, Mudras, Kriyas e Bhastrika Pranayama que você pode ter praticado. Seja sempre moderado, tendo em vista que você alcança um progresso substancial apenas por esforços modestos e sinceros e não por práticas imediatas, indesejáveis ​​e pouco prudentes para ganhar experiências felizes em um piscar de olhos!
Caminhe ao ar livre. Deite-se de costas em Savasana (pose do cadáver). Repita seu Ishta Mantra para invocar as bênçãos do Senhor. Fomente as partes afetadas (costelas) com água quente, com um pouco de terebintina adicionado a ela. Polvilhe talco em pó. Após o fomento, você pode besuntar um pouco de óleo gorduroso. O alívio é certo de acontecer.





Se isto agregou valor para você curta e compartilhe. Que todos cuidem dos demais!

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Feijoada vegetariana

Receita Vegana
Ingredientes
500 g de feijão preto
1 cabeça de alho
2 cebolas
1 salsão
200 g de cogumelo paris
200 g de shimeji
2 berinjelas
4 beterrabas
1/2 abóbora japonesa
4 cenouras
500 g de tofu defumado
2 pimentas dedo de moça
1 maço de salsa
1 maço de cebolinha
1 maço de coentro
4 colheres de sopa de azeite extra virgem
4 folhas de louro
Sal rosa a gosto

Modo de preparo
Deixe o feijão de molho por 24 horas, trocando a água a cada 8 horas. Então, coloque em uma panela cheia de água, com sal e as folhas de louro, e cozinhe até a metade do tempo necessário. Reserve. Corte as berinjelas em cubos grandes, a beterraba em 8 partes iguais, as cenouras em rodelas, a abóbora em triângulos e o tufu defumado em cubos pequenos. Pique o alho, a cebola e o salsão finamente. Em uma frigideira, salteie a berinjela e, em seguida, os cogumelos com óleo de girassol e alho. Reseve. Regue a abóbora e a beterraba com um fio de óleo e leve ao forno por 20 minutos. Reserve. Em outra fridigeira, faça um refogado com alho, cebola, salsão, pimenta dedo de moça e talo de salsinha. Adicione o refogado ao feijão, ligue o fogo novamente e quando começar a ferver, adicione os legumes, os cogumelos e o tofu e deixar apurar até que o feijão fique cozido e o caldo grosso. Finalize com as ervas frescas, azeite e sal rosa. Sirva com arroz, farofa e couve refogada. 
Benefícios e informação nutricional da abóbora cabotiá

Oferece cuidados à nossa visão
O betacaroteno talvez seja o principal nutriente encontrado na abóbora cabotiá, devido ao fato de poder ser convertido em vitamina A naturalmente pelo nosso organismo. A vitamina A, além de antioxidante, é conhecida como a vitamina da visão, tendo em vista que ela desempenha um papel importantíssimo na saúde ocular, contribuindo para a prevenção de cataratas e reduzindo o risco de degeneração macular (perda de visão devido a danos na retina). É importante frisar que a carência de vitamina A no organismo pode levar à dificuldade de enxergar em locais escuros (cegueira noturna), podendo evoluir até mesmo para cegueira total em casos extremos. Além do mais, quando alimentamos nosso corpo com vitamina A, permitimos que ele fortifique a imunidade, tendo em vista que a vitamina A é essencial para manter os glóbulos brancos saudáveis.
Cuidados para a pele
Como já dito acima, a vitamina A presente na abóbora cabotiá oferece qualidades antioxidantes. O consumo regular do alimento pode reduzir inclusive algumas cicatrizes e manchas presentes na nossa pele. A vitamina A, quando absorvida pelo organismo, estimula a renovação celular e pode ser uma grande aliada na busca pelo retardo no envelhecimento da pele. Uma porção de abóbora japonesa contém o equivalente a 70% do uso diário de vitamina A indicado para uma pessoa. O betacaroteno existente em sua composição nutricional, juntamente com outros antioxidantes encontrados nesse tipo de abóbora pode interagir diretamente no estresse da pele, alcançando resultados positivos e perceptíveis principalmente na redução das inflamações da pele e nos sinais de envelhecimento.
Qualidades que auxiliam na prevenção do câncer
Nos últimos anos, diversos estudos sugeriram que uma substância presente na família das abóboras age diretamente na inibição e na proliferação das células cancerígenas. Trata-se da cucurbitacina, um fármaco presente nas abóboras japonesas. A cucurbitacina também oferece atividades biológicas anti-inflamatórias, proteção contra doenças hepáticas e funções antimicrobianas. Além da presença da cucurbitacina no alimento, os efeitos antioxidantes citados logo acima auxiliam no combate aos radicais livres cancerígenos, tornando a abóbora cabotiá um excelente produto natural que ajuda no combate a alguns tipos de câncer, como o câncer da próstata.
Abóbora japonesa ajuda a emagrecer com saúde
Uma das principais dúvidas que os pesquisadores constataram em seus estudos está relacionada aos valores nutricionais, calorias e dúvidas se a abóbora cabotiá engorda. A boa notícia é que a abóbora japonesa pode compor pratos deliciosos, com poucas calorias e sem deixar de contribuir para a nutrição do corpo.
– Baixa caloria e muita fibra
Para efeitos de comparação, as abóboras tradicionais possuem, em média, 60 calorias em uma xícara do alimento. Por outro lado, uma xícara de abóbora japonesa contém aproximadamente 39 calorias. Esses valores representam cerca de 2% das calorias que uma pessoa precisa ingerir diariamente (baseando-se em uma dieta de 2.000 calorias).
Além do mais, a polpa do alimento é muito fibrosa, o que ajuda a manter a sensação de saciedade no corpo por mais tempo. 10 gramas de abóbora cabotiá podem conter até 1,74 gramas de fibras. É importante frisar que a ingestão de fibras ajuda a regular os movimentos intestinais, melhora nossa digestão e acelera nosso metabolismo.
– Carboidratos, gorduras e açúcar
Uma boa parte das calorias presentes na abóbora vem dos carboidratos. Uma porção de abóbora cabotiá contém aproximadamente 10 gramas de carboidratos em sua composição. Entretanto, esses valores ainda são considerados baixos numa dieta de 2.000 calorias, representando entre 3,1% a 4,5% do recomendado para o uso diário.
Já uma xícara de abóbora japonesa contém aproximadamente 2,5 gramas de açúcar e menos de 1 grama de gorduras. Não podemos nos esquecer de citar a presença de 1,1 gramas de proteínas em uma xícara de abóbora japonesa. Essa combinação faz com que ela seja uma ótima opção para compor diversos cardápios saudáveis.
Cuidados com o coração
É amplamente divulgado que a alta concentração do colesterol ruim (LDL) em nosso sangue pode levar às doenças cardíacas. Uma saída indicada pelos profissionais é a substituição de alguns tipos de comidas por alimentos saudáveis, como a abóbora japonesa. A polpa da abóbora é carregada de fibras dietéticas, essenciais para manter os índices do chamado colesterol bom (HDL) altos em nosso organismo. A cucurbitacina também ajuda a reduzir o risco de doença cardíaca. Além do mais, existe uma série de outros nutrientes e vitaminas que mantêm o coração saudável e livre de doenças, como é o caso do complexo B e um de seus derivados, o folato, que são associados à diminuição de insuficiência cardíaca em homens e à redução do risco de AVC em mulheres. Uma quantidade considerável de ferro, vitamina C e já citada vitamina A ainda ajudam a manter a integridade dos vasos sanguíneos e das artérias, reduzindo a pressão do sangue e garantindo uma circulação sanguínea saudável. O betacaroteno também oferece proteção ao diminuir o risco de derrames.
PORÇÃO DE g (0 UNIDADE)
0
NURTRIENTEQUANTIDADE% VD*
Valor energético48.0kcal=2022%
Carboidratos10,8g4%
Proteínas1,4g2%
Gorduras saturadas0,1g0%
Gorduras monoinsaturadas0,2g-
Gorduras poliinsaturadas0,2g-
Fibra alimentar2,5g10%
Fibras solúveis0,1g-
Cálcio7,6mg1%
Vitamina C7,5mg17%
Piridoxina B60,1mg8%
Fósforo32,6mg5%
Manganês0,3mg13%
Magnésio9,1mg4%
Lipídios0,7g-
Ferro0,4mg3%
Potássio199,1mg-
Cobre0,1ug0%
Zinco0,3mg4%
Tiamina B10,1mg7%
Sódio1,5mg0%


* % Valores diários com base em uma dieta de 2.000 Kcal ou 8.400kj. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades. 

Alimente-se bem e pratique Yoga.





Se isto agregou valor para você curta e compartilhe. Que todos cuidem dos demais!

Eu posso responder isto? - Swami Sivananda

116. Swamiji, sinto que não entendi os Mahavakyas e seu significado devidamente.
Eu vou explicar para você. Escute com atenção.
O primeiro Mahavakya é: “Prajnanam Brahma. Consciência é Brahman ”. Isto é Lakshana Vakya. O professor dá a definição ao estudante de que a consciência pura é Brahman.
Então o professor diz: “Tat Tvam Asi. Tu és aquilo. Você é o todo-perverso puro consciência". Isso é conhecido como Upadesa Vakya.
Então o estudante contempla o que o professor expôs, na forma da ideia, “Aham Brahmasmi. Eu sou Brahman ”. Isso é Anusandhana Vakya.
Finalmente, o estudante percebe que esse Eu que está dentro dele é Brahman: “Ayam Atma Brahma. Este Atma é Brahman ”. Este é Anubhava Vakya.
Você entendeu agora?





Se isto agregou valor para você curta e compartilhe. Que todos cuidem dos demais!

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Feijoada

Receita Vegana
Ingredientes
500 gramas feijão preto
500 gramas tofu extra firme
250 gramas cogumelo
100 ml shoyu
100 ml água
2 unidades cebola
1 unidade cenoura
4 dentes alho
3 colher sopa óleo
2 folhas louro
1 colher sopa fumaça líquida
sal e pimenta
cheiro verde
Instruções
Deixar o feijão preto de molho na água por pelo menos 8 horas de antecedência. Secar o tofu com a ajuda de um pano de prato ou papel toalha até não sair mais água (apertando bem sem desmanchar). Pique o tofu em cubos e adicione em uma tigela com o shoyu, água e fumaça líquida. Deixe marinando por 8 horas, junto com o feijão. Peneirar o feijão descartando a água do molho. Em uma panela (sem ser pressão), adicionar o feijão com 3x o volume de água. Cozinhar em fogo médio junto com o louro e sal por cerca de 40 minutos.  Em uma frigideira refogar as cebolas e alhos picados no óleo até dourar bastante e ficar marrom. Pegar uma concha do feijão e adicionar no refogado. Mexer bem pegando o dourado do fundo e colocar tudo de volta na panela do feijão. Adicionar a cenoura picada e cozinhar por mais 10 minutos. Separadamente, em uma frigideira adicionar o óleo e quando estiver bem quente, dourar o tofu peneirado. Diminuir o fogo e ir apertando o tofu com uma espátula sem se desmanchar até fazer o barulho de "tssss". Virar quando estiver dourado em cada lado e crocante. Em seguida, adicionar o cogumelo e dourar por cerca de 5 minutos. Acrescentar no feijão e ajustar de sal, pimenta e cheiro verde.

Benefícios e informação nutricional do Tofu
Previne doenças cardíacas
As pessoas que fazem o uso regular do tofu possuem uma diminuição considerável nas chances de desenvolver doenças cardíacas, pois ele reduz os níveis de lipoproteína de baixa densidade, considerado o colesterol ruim.
Combate o envelhecimento
Ajuda a combater o processo de envelhecimento, já que mantém a elasticidade da pele. Além disso, ele tonifica os músculos faciais, o que faz com que o aparecimento de rugas não ocorra.
Grande quantidade de cálcio
Por possuir um alto teor de cálcio, o tofu proporciona às pessoas que o consomem dentes e ossos fortes e saudáveis. Pela grande quantidade de cálcio, ele também auxilia na prevenção de artrite reumatoide e outras doenças ósseas.
Previne diversos tipos de câncer
Grande fonte de selênio – mineral considerado antioxidante -, o tofu traz um bom funcionamento do corpo, prevenindo contra diversos tipos de câncer. Dentre os principais tipos de câncer que ele ajuda na prevenção está o câncer de mama, cólon e câncer de próstata.
Ajuda na saúde do fígado
De acordo com especialistas, o consumo diário do tofu ajuda na redução de doenças do cérebro, que normalmente ocorrem com a idade. Além disso, seu consumo regular reduz danos no fígado e também ajdua com problemas cardiovasculares. De acordo com estudiosos, a ingestão regular da proteína de soja diminui os níveis de colesterol total até 30% e reduz os níveis de LDL (considerado o mau colesterol) em até 35-40%.
Alivia os sintomas da menopausa
O consumo regular de tofu estabiliza os níveis de estrogênio e, por isso, previne os sintomas desconfortáveis que acompanham o período da menopausa, como por exemplos, as ondas de calor comum do período.
Previne queda de cabelo
Quer uma aparência mais saudável para o seu cabelo? O consumo regular do tofu proporciona esta sensação, já que impede a queda excessiva dos fios, por meio da proteína que possui e que é convertida em queratina.
Fornece energia ao corpo
É considerado uma excelente fonte de energia, já que 113 g proporcionam 33,8% do valor diário de ferro. É com o ferro, encontrado principalmente na hemoglobina, e considerada a molécula essencial para a produção de energia, já que realiza o transporte e fornecimento de oxigênio ao organismo, que o tofu se transforma em um dos principais alimentos energéticos.
Rico em proteína
Assim como no caso do ferro, em 113 g de tofu é possível fornecer 9,2 g de proteína, o equivalente a 18,3% do valor diário de proteína. Há também outra vantagem: é livre de gordura saturada e possui 86 calorias.
Ajuda na saúde dos rins
Além de prevenir as doenças cardíacas, o consumo do tofu é extremamente importante para a saúde doenças hepáticas e doenças renais, já que diminui a quantidade de proteínas que os pacientes diabéticos normalmente eliminam pela urina.

Informação Nutricional

Quantidade por 
Calorias 76
Gorduras Totais 4,8 g
Gorduras Saturadas 0,7 g
Gorduras Poliinsaturadas 2,7 g
Gorduras Monoinsaturadas 1,1 g
Colesterol 0 mg
Sódio 7 mg
Potássio 121 mg
Carboidratos 1,9 g
Fibra Alimentar 0,3 g
Proteínas 8 g
Vitamina A85 IUVitamina C0,1 mg
Cálcio350 mgFerro5,4 mg
Vitamina D0 IUVitamina B60 mg
Cobalamina0 µgMagnésio30 mg

Alimente-se bem e pratique Yoga.





Se isto agregou valor para você curta e compartilhe. Que todos cuidem dos demais!

Eu posso responder isto? - Swami Sivananda

115. Qual é a técnica de concentração nas 18 partes do corpo, conforme aconselhado pelo Sábio Yajnavalkya com o propósito de alcançar Pratyahara? Por favor explique completamente.
A técnica de concentração como dada pelo Sábio Yajnavalkya envolve um processo de retirar a mente e o Prana gradualmente e passo a passo de uma parte do corpo para outra, a partir dos dois dedões dos pés e progredindo para cima por uma série de atos sucessivos de tal concentração-retirada, através dos vários centros ocultos do corpo, levando finalmente ao topo da cabeça.
Por esse processo, a mente e o Prana são totalmente afastados de todo o corpo e finalmente centralizados no topo da cabeça, onde o praticante mergulha na meditação profunda.
As 18 partes mencionadas por Sage Yajnavalkya são dadas abaixo:
1. os dedos dos pés
2. os tornozelos
3. Os meios das canelas
4. As partes acima das canelas e abaixo dos joelhos
5. Os centros dos joelhos
6. Os centros das coxas
7. o ânus
8. O centro do corpo, logo abaixo da cintura
9. Os genitais
10. O umbigo
11. o coração
12. O túnel da garganta
13. A raiz da língua
14. a raiz do nariz
15. Os globos oculares
16. O centro das sobrancelhas
17. a testa
18. a coroa da cabeça.
É quando os sentidos estão ativos que a mente se torna expansiva. Assim, a concentração é retardada. Os sentidos são ativados pelo jogo de Prana. Com a retirada do Prana, as diferentes partes do corpo ficam inativas e sua atividade inibida. Aqui, nessa técnica, a retirada efetiva do Prana é alcançada pela retirada da mente. Não é tanto por um processo de Pranayama como fazendo uso da interconexão entre Prana e a mente que esta retirada do Prana é efetuada. Quando a mente é firmemente retirada após um curto período de profunda concentração sobre uma parte específica, automaticamente, juntamente com a mente que entra, o Prana também é retirado. Prana segue a mente.
Assim, estágio por estágio, o Prana é retirado dos dedões para cima, até alcançar a região da coroa da cabeça, quando o meditador fica, por assim dizer, indiferente ao corpo. Nesse estado, a meditação prossegue sem ser perturbada e se torna muito eficaz.
Este é um dos processos para entrar em Dhyana não perturbado e intenso. Sente-se em seu Dhyana Asana. Crie o humor certo e Bhava cantando um pouco do Pranava Mantra, Om.
Em seguida, negue todo o universo fenomenal, incluindo esta terra. Quando você alcança o estado onde você está ciente apenas do corpo, então comece este processo de retirada. Fechando os olhos, primeiro direcione toda a sua mente para os dois dedões dos pés. Concentre-se lá. Em seguida, gradualmente, elabore a mente da região dos dedos dos pés até o próximo ponto, isto é, os tornozelos. Agora concentre-se aqui. Em seguida, retire-se para o terceiro ponto, ou seja, no meio das canelas. Concentre-se aqui. Em seguida, retire-se para a quarta parte e assim por diante. Depois de alguns dias de progresso, dependendo do interesse e da seriedade com que você o faz, você será capaz de percorrer toda a série de 18 partes e chegar à sede da meditação no topo da cabeça dentro de pouco tempo depois ocupando seu lugar na pose de meditação.





Se isto agregou valor para você curta e compartilhe. Que todos cuidem dos demais!