segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Annapurna, a deusa da comida



“Certa vez, Shiva disse: “O mundo é ilusão, a Natureza é ilusão. Matéria é miragem, tudo é impermanente. Até a comida é apensas ilusão.”
Ao ouvir isso Parvati disse: “Se eu sou apenas uma ilusão, vamos ver como você e o resto do mundo vai se virar sem mim!” e então desapareceu no mundo.
Se iniciou um desequilíbrio no cosmos. O tempo parou, as estações não mudaram, a terra ficou estéril, não havia mais comida. Deuses, demônios e seres humanos sofriam as dores da fome. Eles choram como crianças que procuram à mãe. Os sábios lamentavam: “A salvação não faz sentido para um estômago vazio!”
Depois de um longo período de fome, Shiva ouviu falar que Parvati tinha reaparecido em Kashi e montou uma cozinha para o benefício do mundo. Ele apresentou sua taça para ela e disse: “Agora eu percebo que o mundo material, assim como o espiritual, não pode ser menosprezado e considerado ilusório.”
Parvati sorriu e alimentou Shiva com as mãos. Desde então Parvati veio a ser conhecida como Annapurna, a deusa da comida.
Diz-se que ela não come até que seus devotos estejam bem alimentados.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário