terça-feira, 13 de novembro de 2012

Viparita Karani Mudra



Técnica:É a mesma de Sarvangasana, exceto na posição final não se precisona o queixo contra o peito.Na posição final o tronco mantem um ângulo de 45 graus com relação ao solo.
Respiração:Livre
Permanência: 3 minutos
Concentração: Com fins espirituais em Vishuddha Chackra. Como exercício físico nas glândulas tireoides e na respiração.
Benefícios:Beneficia os rins e principalmente as glândulas supra-renais;ativa as glândulas tireoides,indicada para dores lombares, pois intensifica o fluxo de sangue nesta região; estimula as funções ovarianas da mulher e ajuda a eliminar as dores; revigora o corpo de uma maneira geral; elimina o cansaço muscular, produzindo uma ação tônica muscular;é sedativa do sistema nervoso;atua sobre a audição obtendo uma grande melhoria; ajuda a conservar a juventude do corpo e espírito até idade avançada.
HATHA YOGA PRADÍPIKÁ, CAPÍTULO III
Viparíta karaní mudrá, a atitude invertida.
III:77. 
Viparíta karaní mudrá: todo o néctar (somarása) que produz a lua celestial (soma chakra) acaba sendo devorado pelo sol. É assim que envelhece o corpo.

III:78. 
Existe uma excelente prática (karana) por meio da qual se pode burlar o sol, mas somente a podemos aprender do guru e não pelo estudo teórico dos shástras.

III:79. 
Trata-se de viparíta karaní, que mantém o sol, no plexo solar, por cima da lua, sobre o palato; isto deve aprender-se seguindo as instruções do guru.

III:80. 
Aquele que pratica diariamente incrementa seu fogo gástrico. Portanto, deve ter sempre comida abundante.

III:81. 
Se o yogi reduzir a alimentação, o fogo consumirá rapidamente seu corpo. No primeiro dia deve permanecer por pouco tempo apoiado sobre a (parte posterior da) cabeça (e os ombros), com os pés voltados para cima.

III:82. 
Deve-se aumentar a duração da prática de forma gradual, dia a dia. Após seis meses de prática, desaparecem cabelos brancos e rugas. Praticando três horas ao dia, vence-se a morte. Por Pedro Kupfer em www.yoga.pro.br/artigos/78/12/hatha-yoga-pradipika-capitulo-iii

Histórias lendas e mitos:Soma

Um comentário: