quarta-feira, 14 de novembro de 2012

O roubo da linga de Sirsha



A mãe de Ravana era uma grande devota do deus Shiva. Um dia, uma pessoa roubou a linga de Shirsha, o símbolo do deus Shiva, que ela usava para meditação. Vendo o desgosto de sua mãe, Ravana consolou-a : "Eu trarei para a senhora uma linga do próprio Shiva". Ravana partiu então para os altos Himalaias para fazer suas penitências. Ali ele acendeu cinco grandes fogueiras. Ravana colocou-se no centro das fogueiras, com as chamas ardendo ao seu redor e ali permaneceu parado de ponta cabeça  (Shirshasana -Shirsha significa cabeça, esta é a postura sobre a cabeça)por 10 mil anos. Lisonjeado pelo esforço de Ravana, o deus Shiva apareceu diante dele e lhe concedeu três desejos. Ravana pediu: "Faça-me imortal, dê-me sua esposa Parvati por noiva e me dê uma linga".Apesar de aborrecido Shiva concedeu-lhe os desejos. Alegremente, Ravana empreendeu a viagem de volta para casa. No caminho encontrou o maligno sábio, Narada. "Como você pode ter se tornado imortal?", zombou Narada. "Isso é impossível". Pensando que havia sido enganado, Ravana voltou para a morada de Shiva e atrapalhou sua meditação. Na mesma hora, Shiva retirou de Ravana o dom da imortalidade. Tristemente, Ravana seguiu seu caminho. Então, os deuses brincaram com ele e fizeram Parvati aparecer como uma bruxa velha. Ravana rejeitou-a, e assim ele perdeu seu segundo desejo. Carregando sua preciosa linga, Ravana seguiu viagem. Cansado, ele colocou a linga no chão. Esta penetrou na terra, e o orgulhoso rei Ravana perdeu todos os desejos que havia obtido com tanto esforço.
Do livro ioga para crianças de Rajiv Chanchani e Swati Chanchani

Nenhum comentário:

Postar um comentário